Aumento de peso pode ser sintoma do estresse

Estudos recentes comprovam que, em alguns casos, o aumento de peso pode ser um sintoma do estresse, mesmo em pessoas que comem de forma moderada.

A maioria das pessoas e até mesmo médicos e nutricionistas costumam afirmar que o que engorda é comer muito e de forma errada.




Porém, de alguns anos para cá, vários estudos científicos publicados em revistas importantes demonstram que é mesmo verdade que pessoas que sofrem de estresse, angústia, ansiedade, depressão, ganham peso mais facilmente.

Sintoma do estresseE o que é mais incrível: sem comer de forma exagerada!

Veja por que o aumento de peso pode ser um sintoma do estresse

Por que isso acontece?

Existem duas pequenas glândulas chamadas suprarrenais que, sob situação de estresse, são estimuladas e produzem alguns hormônios, entre eles o cortisol.

Há muito tempo que sabemos que quem usa remédio à base de cortisona costuma ganhar peso, mas só recentemente se descobriu que esse hormônio está aumentado em pessoas que têm alterações emocionais.




O pior de tudo é que as pessoas que ganham peso como sintoma do estresse tendem a acumular gordura na região abdominal, o que aumenta as chances de doenças como diabetes, pressão alta, infarto e derrame.

Além do cortisol, sabe-se que um outro neurotransmissor (mensageiro que ativa o cérebro) conhecido como serotonina também influencia o comportamento alimentar.

Níveis baixos de serotonina no cérebro podem causar sintomas de tristeza e depressão e aumentam a compulsão pela comida, principalmente carboidratos.

Algumas mulheres que sofrem de tensão pré-menstrual (TPM) têm níveis de serotonina baixos durante esse período, o que pode transformá-las em verdadeiras chocólatras durante esses dias.

Síndrome do pânico, depressão, ansiedade e estresse vêm sendo consideradas como as doenças do século e, em boa parte, consequências da vida moderna e do fenômeno da globalização.

O que fazer então?

Em primeiro lugar, é importante você ter consciência de que estes são fatos reais e que deverá investir numa atividade física regular (pelo menos três vezes por semana).




Isso ajudará a aumentar naturalmente seus níveis de serotonina.

Se possível, pratique técnicas como ioga e meditação para baixar o estresse e melhorar sua qualidade de vida.

Durma bem e dedique mais tempo à família e aos amigos.

Caso seja necessário, têm medicamentos que podem auxiliar, desde que sejam receitados por um médico.



Esperamos que tenha achado úteis estas informações sobre por que o aumento de peso pode ser um sintoma do estresse.

Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0

Deixe o seu comentário

ATENÇÃO: antes de enviar a sua pergunta ou comentário, leia atentamente nossa Política de Comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *