Remédio para micose de unha

Hoje lhe recomendamos um bom remédio para micose de unha, com 3 variações de receitas caseiras, mas antes achamos conveniente proporcionar-lhe algumas informações importantes sobre esta doença cada vez mais frequente entre os adultos.

A infecção fúngica que afeta as unhas dos pés e das mãos é conhecida em termos médicos como onicomicose, uma condição que pode causar a descoloração, descamação e o enfraquecimento das mesmas.




Os fungos que causam a infecção se alimentam da queratina, uma proteína que forma a maior parte das unhas.

micose de unhaDevido ao ambiente em que se desenvolve, esta infecção fúngica é a mais prevalente no mundo inteiro, afetando cerca de 3% a 4% da população.

A maior parte dos casos acontece nos adultos à medida que envelhecem, especialmente entre os homens.

É uma infecção mais comum nas unhas dos pés do que nas mãos, porque os sapatos, meias ou a exposição a lugares úmidos e quentes promove a sua proliferação.

As infecções fúngicas que mais frequentemente afetam as unhas são causadas por leveduras altamente contagiosas chamadas dermatófitos.




Fatores de risco

Você terá um maior risco de contrair uma infecção fúngica das unhas se:

– Tiver lesões leves na pele ou nas unhas.

– Tiver uma deformidade ou doença nas unhas.

– Ficar com a pele das mãos ou dos pés úmida por muito tempo.

– Apresentar problemas no sistema imunológico.

– Tiver o hábito de usar calçado muito fechado, que não permita aos seus pés se manterem ventilados.

Sintomas de micose nas unhas

Os sintomas incluem alterações em uma ou mais unhas, como os seguintes:




– Fragilidade;
– Sensibilidade ao tato;
– Mudança no contorno da unha;
– Desintegração das bordas;
– Detritos presos sob as unhas;
– Descolamento ou levantamento;
– Perda do brilho da superfície;
– Espessamento;
– Listras amareladas ou brancas.

À medida que o fungo invade a matriz da unha, a infecção se espalha para as camadas mais profundas. A base da unha fica avermelhada e pode começar a apresentar dor.

Prevenção e dicas

Uma boa higiene e um bom estado de saúde geral ajuda a prevenir a proliferação de fungos e as infecções que possam causar.

As seguintes dicas podem lhe ajudar:

– Mantenha a pele limpa e seca.

– Lave e seque bem as mãos depois de tocar qualquer tipo de infecção fúngica.

– Lave as mãos e os pés pelo menos 2 vezes ao dia e seque-os adequadamente.

– Não compartilhe utensílios utilizados para fazer as unhas e esterilize-os após o seu uso.

– Não use nas outras unhas a mesma tesoura que você tenha utilizado para cortar as unhas afetadas, sob risco de espalhar a infecção.

– Cuide das suas unhas corretamente, cortando a parte da unha danificada ou infeccionada, mas não muito curta, deixe crescer uma borda de no máximo 1 a 2 mm.

– Use sapatos e meias que favoreçam a ventilação e troque-os com frequência para evitar a transpiração excessiva e a umidade dos pés.

– Não coloque sob quaisquer circunstâncias unhas postiças em unhas com infecção fúngica.

Tratamento para fungos nas unhas

Os cremes e pomadas sem receita médica raramente funcionam para tratar esta condição.

O tratamento médico geralmente consiste na combinação de um antifúngico tópico e o uso de um medicamento antimicótico oral.

O medicamento oral deve ser tomado por pelo menos 2 a 3 meses para as unhas dos pés e um tempo mais curto para as unhas das mãos, de acordo com a orientação do seu médico.

No entanto, o tratamento tópico pode durar de 8 a 12 meses para as unhas dos pés e de 6 a 8 meses para as unhas das mãos.

Este é o tempo que uma unha precisa para regenerar-se totalmente, quando a infecção tiver colonizado todo o leito ungueal.

Tenha em mente que a paciência é fundamental para a cura da onicomicose.

Somente depois de fazer este tratamento de forma correta e avaliar os resultados, o médico poderá recomendar a remoção cirúrgica da unha, reservada apenas para casos muito persistentes e praticada normalmente por un dermatologista sob anestesia local.

É importante salientar que, quando a unha tiver sido removida por completo, é pouco provável que nasça novamente, a não ser que a matriz tenha sido preservada.

Mesmo nestes casos, a unha voltará a crescer em um lento processo de evolução que pode levar vários meses.

Por outro lado, também existe a possibilidade de eliminar os fungos das unhas com laser, mas sempre de acordo com a orientação do dermatologista.

Um bom remédio para micose de unha

remédio para micose de unhaSe a infecção fúngica não estiver numa fase muito avançada, tem um remédio caseiro que pode funcionar.

O alho é conhecido pela sua importante ação antibiótica e antimicrobiana, ajudando a eliminar germes e fungos.

Este ingrediente caseiro pode melhorar os sintomas da infecção e prevenir a proliferação dos fungos, evitando que se espalhem a outras unhas.

O alho tem várias formas de utilização para resolver este problema, a seguir você pode ver 3 que lhe recomendamos.

Receita Nº1

Rale um dente de alho e misture com duas colheres (sopa) de suco de limão.

Deixe macerar por um par de semanas.

Usando uma bola de algodão embebida com a mistura, molhe as unhas e deixe que sequem sozinhas.

Receita Nº2

Amasse bem 10 dentes de alho até formar uma pasta.

Coloque a pasta em uma bacia de água morna, misture bem e deixe repousar por alguns minutos.

Ponha a região afetada na água e deixe agir por 15 minutos.

Receita Nº3

Misture a pasta de alho indicada na receita anterior com azeite de oliva.

Aplique a mistura diretamente sobre as unhas afetadas e deixe agir por 30 minutos.

É importante salientar que estes remédios caseiros não serão muito eficazes se a infecção já estiver numa fase muito avançada ou crónica.

Nestes casos será necessária a consulta a um especialista para fazer um tratamento médico adequado.



Esperamos que este remédio para micose de unha lhe seja de bastante utilidade.

Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0

Deixe o seu comentário

ATENÇÃO: antes de enviar a sua pergunta ou comentário, leia atentamente nossa Política de Comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *