Tipos e causas de manchas na pele

(Atualizado: 08/09/2017)

Quem não gostaria de ter uma pele com um tom uniforme, livre de imperfeições e manchas? No entanto, o mais comum é vermos pessoas com manchas na pele, que podem ter as mais diversas causas.

Hoje lhe daremos a conhecer os principais tipos de manchas na pele e suas respectivas causas, para que, de ser possível tente preveni-las.

Existem duas grandes classificações gerais, de acordo com a sua cor:

  • Hipercrômicas, mais escuras que a cor da pele, devido a uma quantidade de melanina maior do que o normal.
  • Hipocrômicas, mais claras que a cor da pele, com uma quantidade de melanina menor.

Tipos de manchas na pele e suas causas

Vejamos agora os principais tipos de manchas na pele de acordo com a sua origem, forma, tamanho e cor:

Manchas na pele

– Sardas

Normalmente aparecem por predisposição genética em pessoas com a pele mais clara.

Mas também podem surgir pela exposição excessiva aos raios solares sem proteção, sobretudo na face, ombros, costas e colo.

– Manchas senis

Surgem principalmente nas mãos, braços e pescoço das pessoas mais idosas que não cuidaram corretamente da sua pele ao longo da vida, deixando-a exposta ao sol sem a devida proteção.

Sua cor é marrom, seu formato redondo e podem ter diversos tamanhos.

– Melasmas

São manchas irregulares parecidas com sardas que têm tons variados de castanho.

Podem aparecer depois da gravidez, por causa de alterações hormonais e pela exposição exagerada ao sol ou bronzeamento artificial.

No entanto, também podem surgir por predisposição genética.

– Cloasmas (manchas de gravidez)

Algumas alterações hormonais das gestantes podem estimular a produção de melanina, provocando manchas de cor marrom e tamanhos maiores no seu rosto quando não é protegido adequadamente.

São manchas difíceis de ser tratadas, mas em muitos casos desaparecem sozinhas após a gravidez.

– Manchas de nascença

São manchas inofensivas herdadas geneticamente e não existe nenhum tipo de prevenção para elas.

– Pintas (nevos melanociticos)

Normalmente surgem nos primeiros anos de vida em qualquer parte do corpo, podendo ser de diversos tamanhos e cores.

Os únicos nevos potencialmente perigosos são os que ultrapassam os 20 cm e que podem alterar sua cor.

– Dermatite de contato

São manchas de diversas cores, formatos e tamanhos ocasionadas pela reação inflamatória a algum produto que causou alergia ou irritação na pele.

Algumas causas frequentes são sabonetes, cosméticos, perfumes, detergentes, certas bijuterias e inclusive plantas.

No ambiente de trabalho, é bom considerar a possibilidade de alergia a algum produto químico.

– Fitofotodermatite

São manchas de cor marrom com fundo avermelhado que surgem pela exposição ao sol após o contato com substâncias químicas fotossensibilizantes.

Certas frutas cítricas, como o limão e a laranja, ou outras, como o figo e o caju, costumam ser as causas mais frequentes.

As substâncias fotossensibilizantes que essas frutas contêm, sofrem uma reação ao ser expostas ao sol, podendo provocar manchas e até bolhas nos casos mais graves.

Entretanto, estas manchas também podem ser ocasionadas por substâncias presentes em refrigerantes e perfumes.

– Leucodermia solar (gutata)

São lesões provocadas pela exposição excessiva e prolongada durante anos aos raios solares.

As manifestações características são pequenas manchas brancas, de 1 a 5 mm de diâmetro.

Popularmente são conhecidas como sardas brancas e podem sair principalmente nos braços e nas pernas. 

– Vitiligo

É uma doença cutânea caracterizada pela diminuição ou falta de melanina em certas áreas do corpo.

Gera manchas brancas bem delimitadas, principalmente no rosto, mãos, pés, cotovelos, joelhos e genitais.

O vitiligo pode aparecer em qualquer idade e suas reais causas ainda são desconhecidas.

– Câncer de pele

Trata-se de um tumor formado por células da pele que sofreram alterações, multiplicando-se de forma desordenada e anormal.

A principal causa é a exposição excessiva aos raios ultravioletas do sol durante anos, mas também pode ser ocasionado por radiação ionizante e intoxicação por produtos como o alcatrão e arsênicos.

As manchas são assimétricas, geralmente com mais de 6 mm de diâmetro, com uma metade diferente da outra, borda irregular, contornos mal definidos e cor variável.

Podem ter várias tonalidades numa mesma lesão (branca, castanha, vermelha, preta ou azul).

O principal conselho que podemos dar-lhe é a prevenção, usando um bom protetor solar diariamente nas áreas expostas aos raios solares.

Por outro lado, uma pele bem tratada é mais difícil de ser atingida, por tanto, crie o hábito de usar um creme hidratante após o banho e beba bastante água para garantir sua hidratação.

Conclusão

Como você pode ver, as manchas da pele podem ter as mais inúmeras causas (são dezenas de possibilidades, aqui estão relacionadas somente as mais frequentes).

Por esse motivo, se você tem manchas e quer descobrir a sua verdadeira causa, deverá ser examinado(a) por um dermatologista, não há outra forma de se obter um diagnóstico correto.

Esperamos que estas informações sobre as manchas na pele lhe sejam de bastante utilidade.

Muito obrigado pela sua visita e, se desejar, deixe-nos seus comentários mais abaixo.

Gostou deste artigo? Ajude-nos a divulgá-lo:
Loading...
141 Comentários

Deixe aqui a sua pergunta ou comentário:

Antes de enviar uma pergunta, leia nossas Regras Para Comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *