O que é bom para o intestino preso

Se você sofre com este tormento, também conhecido como prisão de ventre, constipação intestinal ou obstipação, então tome nota, porque vamos lhe orientar sobre o que é bom para o intestino preso.

Mas antes, é necessário que você saiba quais são as causas que provocam a prisão de ventre.




Principais causas da prisão de ventre:

– Consumo insuficiente de água;
– Dieta inadequada, sobrecarregada de alimentos processados;
– Baixo consumo de alimentos com fibras vegetais;
– Inatividade física;
– Síndrome do cólon irritável;
– Estresse;
– Uso excessivo de laxantes ou antiácidos.

O que é bom para o intestino presoNormalmente devemos evacuar uma ou duas vezes por dia, mas todas as pessoas podem sofrer de intestino preso em algum momento da sua vida por algum tipo de situação especial.

Se este problema não for muito frequente, não representa um grande problema, no entanto, se você não evacuar um mínimo de 3 vezes por semana, tome cuidado, pois poderá trazer riscos para sua saúde!

A prisão de ventre crônica pode ser um sinal de doença e também um aviso de que seu corpo precisa de uma limpeza intestinal urgente. A presença de sangue nas fezes é um sinal de alerta e deverá ser consultado um médico para resolver o problema.

Por este motivo, é importante que você previna este tipo de situação, aprendendo a curar a prisão de ventre naturalmente.




Em primeiro lugar, é fundamental que você mude seus hábitos alimentares e substitua as comidas rápidas e/ou processadas por uma dieta mais saudável com alto conteúdo de fibras vegetais.

O que é bom para o intestino preso: dicas que funcionam

Para livrar-se do intestino preso, você deve começar por uma limpeza do seu sistema digestivo.

No entanto, laxantes à base de químicos não são a solução, pois trazem apenas um alívio passageiro e, a médio e longo prazo, podem agravar o problema e prejudicar seu intestino.

Felizmente, existem tratamentos naturais que fazem a limpeza do intestino, eliminando as fezes e toxinas que o saturam e provocam a prisão de ventre.

Fibras. O melhor tratamento para a prisão de ventre é uma dieta com um alto conteúdo de fibras vegetais solúveis e/ou o uso de suplementos alimentares com alta concentração deste tipo de fibras.

O consumo de fibras melhora a digestão e facilita a evacuação das fezes, aliviando de maneira natural e eficaz a constipação e seus sintomas.

Após alguns dias de tratamento, você notará movimentos intestinais mais frequentes.




Água. Contudo, consumir fibras sem a quantidade suficiente de água não vai resolver o problema. Você deve consumir um mínimo de 8 copos (2 litros) de água por dia para manter seu intestino saudável e seu organismo desintoxicado.

– Frutas como o abacaxi, ameixa, morango, figo, kiwi, bergamota, laranja e uva são excelentes, mas evite a banana.

– Cereais integrais e todos seus derivados (pão integral, massa integral, arroz integral, etc), assim como hortaliças (aipo, espinafre, acelga) e alguns legumes (cenoura, beterraba) são ideais para manter um trato digestivo limpo e saudável.

– O mel, assim como o azeite (preferentemente de oliva), também pode ajudar.

Faça de 5 a 6 refeições ao dia, pois cada vez que comemos estimulamos a vesícula biliar e consequentemente também o movimento intestinal.

Diminua o consumo de alimentos como arroz branco, queijo, ovo cozido e os preparados com farinha branca, pois ressecam as fezes.

– Mantenha-se ativo(a), pois o exercício físico regular costuma ser um excelente aliado no combate à prisão de ventre.

– Se você for fumante, é importante que reduza o consumo do cigarro o máximo possível (de preferência, elimine-o de vez), pois é mais um agravante do problema.

– Da mesma forma com relação ao álcool: beba apenas “socialmente”.

Desta maneira, você irá curar sua prisão de ventre de forma natural e melhorar seu estado geral de saúde.



Esperamos que tenha gostado deste artigo sobre o que é bom para o intestino preso.

Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+1Pin on Pinterest0
13 Comentários

Deixe o seu comentário

ATENÇÃO: antes de enviar a sua pergunta ou comentário, leia atentamente nossa Política de Comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *