Os benefícios dos alimentos orgânicos

Os alimentos considerados orgânicos, biológicos ou ecológicos são aqueles provenientes do cultivo, criação e / ou processamento usando métodos totalmente naturais.

Quando se trata de produtos agrícolas, em nenhuma fase da sua produção podem intervir qualquer tipo de agrotóxicos.


Por outro lado, se proíbe expressamente o uso de plantas ou sementes transgênicas (sementes geneticamente modificadas para melhorar a produção).

alimentos organicosPara cultivá-los se utilizam sistemas de fertilização com o uso de compostagens que retornam ao solo os nutrientes que possam ter se perdido anteriormente.

Também é frequente o uso de terraços para evitar a erosão, assim como a rotação de culturas para a preservação do solo.

Para o controle de pragas se utilizam sistemas e produtos naturais (nunca sintéticos ou químicos), que neutralizam e combatem os organismos que possam prejudicar ou diminuir a produção.

O objetivo principal do sistema orgânico é a obtenção de alimentos sem aditivos químicos ou compostos sintéticos.


Assim, se conseguem alimentos mais saudáveis para os consumidores ao mesmo tempo em que se favorecem práticas benéficas para o meio ambiente por meio de sistemas não poluentes.

No entanto, no atual contexto da agricultura, é bastante difícil conseguir produzir alimentos que sejam totalmente livres de pesticidas e agrotóxicos.

Acontece que os mesmos permanecem no solo por longos períodos de tempo (mesmo em pequenas quantidades) ou inclusive poderiam vir de áreas de terra muito próximas en que se usa o sistema convencional.

Na atualidade, são produzidos todo tipo de alimentos sob protocolos orgânicos: carnes, ovos, mel, azeitonas, açúcar, erva-mate, chá, café, legumes, frutas, vinho, azeite, laticínios, etc., com todas as variações de derivados e formas de comercialização, como por exemplo, congelados, enlatados, etc.

Ou seja, toda a produção agropecuária e a sua correspondente indústria poderia ser orgânica.

Certificação dos produtos orgânicos

Os orgânicos exibem um selo que atesta que o processo de cultivo / produção a que foram submetidos responde à regulamentação da agropecuária orgânica.

O controle das empresas produtoras é realizado periódicamente e depende de cada produto, mas envolve um rigoroso programa em que se controla tanto a matéria prima utilizada como o produto final em sí.


Se colhem amostras para serem examinadas em laboratório e se acompanha cada uma das etapas de produção.

Este procedimento é realizado por empresas independentes certificadas, implementando protocolos aprovados e unificados internacionalmente.

Se for verificado que o produtor está descumprindo as normas, é dado de baixa até se adequar novamente às mesmas.

É importante salientar que existem alimentos parcialmente orgânicos e outros certificados como 100% orgânicos, mas isto depende da legislação de cada país.

Como os alimentos biológicos podem nos beneficiar

A melhor qualidade dos alimentos ecológicos se manifesta na maior quantidade de vitaminas e sais minerais que contêm e em um sabor mais intenso.

Isto acontece por serem respeitados os tempos certos de maturação e por não serem utilizados processos ou aditivos químicos que forcem o crescimento das plantas.

No caso dos animais, se elimina a utilização de hormônios e antibióticos como formas de aumentar o rendimento da produção.

Na carne, está provado que as orgânicas são mais magras, já que têm menos gordura intramuscular.

No entanto, a grande vantagem dos alimentos orgânicos está em que são absolutamente livres de produtos químicos.

Vale lembrar que a utilização de aditivos e conservantes (exceto os naturais) é proibida.

Além demais, este tipo de alimentos não contém metais pesados, frequentemente presentes no solo e na água das plantações inorgânicas.

As carnes e os seus derivados não podem ser irradiados. Devemos lembrar que, na produção convencional, muitos produtos são irradiados para matar germes e promover a conservação (por exemplo, os congelados e os enlatados).

Mesmo que ainda faltem estudos mais definitivos para comprovar que essa radiação seja altamente prejudicial, a conclusão final só o tempo vai determinar.

O animal que cresce naturalmente (com pastagem fresca, forragens e grãos  orgânicos) e sem sofrer estresse, tem características especiais.

Sua carne tem  menos gordura intramuscular (porque está sempre em movimento), o que a torna muito mais saudável.

Por outra parte, as carnes orgânicas nunca sofrem de contaminação biológica, como ocorre com a conhecida doença da vaca louca (encefalopatia espongiforme bovina ou BSE), a febre aftosa, a intoxicação pela bacteria Escherichia coli (frequente nos hambúrgueres industriais) ou a salmonelose (nos ovos e aves), pois as empresas de certificação controlam muito a rastreabilidade.

A rastreabilidade é o conjunto de procedimentos técnicos que permitem identificar e registrar um animal desde o seu nascimento até o fim da cadeia de comercialização nos seus vários cortes e subprodutos.

Os principais benefícios de se consumir alimentos orgânicos

produtos organicosSegue um resumo com os 10 principais benefícios que os alimentos biológicos proporcionam à a nossa saúde:

1- Com relação aos alimentos vegetais, não são utilizados agrotóxicos ao cultivá-los.

2- Têm sabor, aroma e cores mais intensas.

3- Os alimentos orgânicos são mais nutritivos porque contêm níveis mais elevados de vitaminas, minerais, antioxidantes, carboidratos e proteínas.

4- As frutas e os legumes orgânicos chegam a ter até 40% mais antioxidantes do que os convencionais. Da mesma forma ocorre com o nível de vitamina C e outros nutrientes nos cereais e hortaliças.

5- As carnes orgânicas não contêm hormônios ou resíduos de produtos veterinários, aparte de terem menos gordura que as convencionais.

6- São alimentos que protegem a saúde dos consumidores e dos produtores.

7- Se trata de produtos rigorosamente certificados, garantindo a satisfação total do consumidor.

8- Ao consumir alimentos orgânicos também se melhora a fertilidade dos casais, já que muitos pesticidas utilizados nas culturas convencionais afetam a fertilidade de homens e mulheres.

9- Os alimentos biológicos melhoram o sistema imunológico de adultos e crianças.

10- Os alimentos ecológicos ajudam a prevenir o aquecimento global e favorecem os cuidados com o meio ambiente, além de apoiarem a biodiversidade nas áreas cultivadas.

Considerações finais

A alimentação orgânica está inserida dentro de um mercado em ampla expansão, perante um consumidor cada vez mais informado, mais comprometido com a saúde da sua família e com o futuro da ecologia.

Na realidade aqui não há uma discussão entre “orgânicos x convencionais”, pois, no mundo globalizado de hoje, é muito difícil que se deixem de usar transgênicos e agrotóxicos, inclusive no Brasil.

O importante é que a população, dentro das suas possibilidades, possa escolher a qualidade do alimento que põe na sua mesa.


Bem, isso foi tudo por hoje, esperamos que estas informações sobre os principais benefícios dos alimentos orgânicos lhe sejam de bastante utilidade.

Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest1

Deixe aqui a sua pergunta ou comentário:

ATENÇÃO: antes de enviar a sua pergunta, leia atentamente nossa Política de Comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *