Os benefícios das algas marinhas

As algas marinhas nos fornecem micronutrientes, estimulam o metabolismo, desintoxicam o organismo e ajudam a emagrecer, entre muitos outros benefícios que nos proporcionam.

Neste post lhe explicamos as suas propriedades e benefícios, como prepará-las e em que tipo de pratos é possível adicioná-las.




Existem vários estudos que mostram que, em regiões onde se consomem mais, as pessoas vivem mais tempo e de forma mais saudável.

E não é de se admirar, considerando que o valor nutricional das algas pode ser até vinte vezes maior do que a de qualquer outro vegetal.

algas marinhasAs propriedades nutricionais das algas marinhas

Todos os grandes benefícios que oferecem as algas marinhas provêm das suas propriedades nutricionais.

Um detalhe importante a notar é que as algas não absorvem tanta poluição como os peixes, já que não conseguem se desenvolver em áreas altamente contaminadas.

Por conseguinte, é uma fonte muito limpa e orgânica de nutrientes essenciais.

Veja a seguir alguns deles:

– Minerais essenciais

Todas as espécies de algas são extremamente ricas em ferro e cálcio (na verdade as algas estão entre os elementos vegetais mais ricos nestes nutrientes).




Por outro lado, também contêm quantidades significativas de magnésio e de potássio.

Mas talvez sua qualidade mais importante seja o conteúdo de iodo, um mineral difícil de se obter fora do mar.

– Ácido algínico

De acordo com estudos realizados pela Universidade McGill de Montreal, este ácido permite a eliminação natural de toxinas e metais pesados do nosso corpo.

– Vitaminas

As algas tem vitamina A, várias do grupo B (menos a B12), C, D, E e K.

– Proteínas e Carboidratos

As algas também contêm quantidades significativas de carboidratos complexos, os mais benéficos para o corpo, e proteínas vegetais.




Tipos de algas

As algas marinhas, que têm uma grande variedade de espécies, geralmente crescem mais abundantemente nas águas frias e no inverno.

As verdes contêm clorofila e executam funções de fotossíntese, dependendo da quantidade de luz que atinge a área do mar onde vivem.

Mas a maioria das algas verdes se desenvolve em áreas próximas da superfície, as marrons em lugares um pouco mais profundos e as vermelhas em áreas mais profundas e com menos luz.

Não costumam ser comercializadas em supermercados tradicionais, mas nos estabelecimentos ecológicos podemos encontrar uma grande variedade.

Alguns dos tipos mais comuns são: wakame, kombu, arame, nori, dulse, hiziki e agar-agar.

Conheça os benefícios das algas marinhas

O consumo regular de algas marinhas beneficia a saúde de toda a família.

Veja a seguir seus principais benefícios:

Remineralizam, melhorando diretamente a saúde óssea e a função bioquímica geral do organismo.

Estimulam o funcionamento da glândula tiróide e, por conseguinte, aumentam o metabolismo. Pessoas com hipertireoidismo devem evitar o seu consumo.

Alcalinizam, ajudando a compensar a acidose que causa o consumo excessivo de carne ou alimentos processados.

Desintoxicam, limpam o sangue, reduzem a absorção de metais pesados e estimulam o funcionamento dos rins e do fígado.

Regulam a pressão arterial.

Mantêm a pele, cabelo e unhas em estado saudável.

Ajudam no emagrecimento e diluem as concentrações de gordura e o excesso de muco criado pelo consumo do leite.

– De acordo com um estudo realizado no Instituto de Aquacultura da Universidade de Stirling, na Escócia, os ácidos graxos que contêm ajudam a prevenir o crescimento e acúmulo de bactérias na pele, que causam doenças como a acne.

– O peróxido de benzoíla e o ácido salicílico lhes fornecem propriedades desintoxicantes e depurativas, que ajudam a renovar as células da pele e retardam o aparecimento de manchas e rugas.

– O seu elevado teor de oligoelementos, aminoácidos e outros micronutrientes, as torna excelentes para eliminar as toxinas prejudiciais para a pele.

– Por outro lado, têm um efeito protetor perante os radicais livres por causa de suas propriedades antioxidantes. As vitaminas E e C ajudam a dissipar a energia do oxigênio e bloqueiam os danos dos radicais livres responsáveis pelo envelhecimento da pele.

– Por último, devemos lembrar que muitos tratamentos contra a celulite são baseados nas propriedades das algas. As mesmas promovem a vasodilatação local e o aumento da circulação sanguínea e linfática.

– Além demais, ativam a remoção da gordura localizada, ajudando a emagrecer.

Como preparar as algas

o que sao algasNormalmente as algas se vendem secas, de modo que, tanto o armazenamento como a sua utilização subsequente, se tornam muito simples. Podem ser armazenadas por longos períodos de tempo conservando todas as propriedades.

Antes de usá-las, em alguns casos devem ser deixadas de molho por alguns minutos e em outros é necessário cozinhá-las por um certo tempo, depende da variedade que formos usar.

Algumas considerações a ter em conta são:

– Uma vez adquiridas, é melhor manter as algas em recipientes hermeticamente fechados.

– A medida que for se familiarizando com o uso, você irá se acostumando com as quantidades necessárias. As primeiras vezes, lembre-se de que algumas espécies crescem consideravelmente quando são deixadas de molho. Por isso é bom usar quantidades bem pequenas até ter prática.

– Lembre-se de lavá-las na água fria antes de deixá-las de molho.

Tempos de molho dependendo da espécie

Wakame: Deixe de molho por menos de 5 minutos, escorra, corte e consuma crua ou adicione a qualquer prato.

Dulse: Deixe de molho por menos de 5 minutos, escorra, corte e coma crua ou adicione a qualquer prato.

Agar-agar: Deixe de molho por 10 minutos e use em saladas. Também pode cozinhar-se por 10 minutos para fazer gelatina.

Kombu: Dependendo da procedência, será necessário um cozimento de 30 minutos a 1 hora.

Hiziki: Cozinhe por 30 minutos e consuma.

Arame: Deixe de molho por 10 minutos ou cozinhe por 5 minutos antes de consumir.

Nori: Pode cozinhar-se por 5 minutos para adicionar ao purê. Para preparar sushi, deve levar-se ao fogo por apenas 10 segundos sem usar azeite.

Dicas para montar os pratos

Não há dúvidas de que, com o tempo e a experiência, você irá descobrindo novas maneiras de incorporar estes deliciosos vegetais do mar à sua dieta.

Para começar, tente adicionar pequenos punhados: nas saladas, sopas, ensopados e patês caseiros.
 
E tenha em mente que, a melhor maneira de se lembrar de usá-las é tê-las bem à mão na cozinha e usar vários tipos delas ao longo da semana. O ideal seria um tipo de alga diferente a cada dia.

Por último, mas não menos importante: você também pode preparar um chá com algumas espécies de algas. Poderá encontrar o chá pronto em lojas de produtos naturais.



Bem, isso foi tudo por hoje, esperamos que estas informações sobre os benefícios das algas marinhas lhe sejam de bastante utilidade.

Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+2Pin on Pinterest0

Deixe o seu comentário

ATENÇÃO: antes de enviar a sua pergunta ou comentário, leia atentamente nossa Política de Comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *